terça-feira, 7 de julho de 2015

Não sei se sou capaz de amar assim, mas sei que assim sou amado.


Principalmente nos dias de hoje precisamos refletir, e muito sobre o verdadeiro sentido do amor em nossos relacionamentos, pois  esta palavra virou banalidade na boca de muita gente.
Fomos criados por amor para viver o amor, pois o nosso Criador é Amor e soprou sobre nós a SUA essência. Sem Deus, o homem e a mulher estão fadados à infelicidade. Mas, afinal, o que é amar?
O que leva muitos casamentos ao fracasso é a noção falsa que se tem do amor hoje ou até mesmo a busca de interesses próprios. A sociedade atual criou uma “caricatura” do amor e vive impondo as pessoas, criando marionetes para os relacionamentos familiares.
É preocupante o conceito de amor que está se instaurando na mentalidade das pessoas. Infelizmente, a cultura do descartável está entrando até mesmo nas relações familiares. Precisamos refletir melhor nos motivos que me levam a constituir uma família.
Amar não é satisfazer os seus desejos, mas ao outro. Quando você disser a alguém “eu te amo”, esteja certo de que você não quer a sua própria satisfação ou felicidade, mas a do outro. A Maioria das pessoas dizem que amam alguém quando querem alguma coisa em troca e isto é o desejo de ser amado.
Amar não é apoderar-se do outro para satisfazer-se; é o contrário, é dar-se ao outro para completá-lo. É dizer não para si mesmo para dizer sim ao outro. E para isso é preciso que você renuncie a si mesmo, esqueça-se de si mesmo para viver para o outro.
Você só começará a compreender o que é amar quando a sua vontade de fazer o bem ao outro for maior do que a sua necessidade de tomá-lo só para si, para se satisfazer.
“Amar é dar a si mesmo ao outro para completá-lo e construí-lo. Mas para que você possa verdadeiramente dar-se a alguém, você precisa primeiro “possuir-se”. Ninguém pode dar o que não possui. Se você não se possui, se não tem o domínio de si mesmo, como, então, você quer dar-se a alguém?
Se o seu coração bate acelerado diante de alguém que o atrai, isso é sensibilidade, não chame ainda de amor. Se você perdeu o controle e se entregou a ele, isso é fraqueza, não chame isso ainda de amor. Se você está encantada com a cultura dele, fascinada pela sua bela carreira e já não consegue mais ficar sem a conversa dele, isso é admiração, ainda não é amor.
Mesmo que você esteja, até às lágrimas, diante de um fato chocante, isso é mais sensibilidade do que amor. Amar não é “ser fisgado” por alguém, “possuir” alguém ou ter afeição sensível por ele, ou mesmo render-se a alguém. Amar é, livre e conscientemente, dar-se a alguém para completá-lo e construí-lo. E isso é mais do que um impulso sensível do coração; é uma decisão da razão. Por isso, amar é um longo aprendizado, não é uma aventura como a maioria pensa.
Não se aprende a amar trocando a cada dia de parceiro, mas aprendendo a respeitá-lo, tanto no corpo quanto na alma. Amar é uma decisão. E a decisão não é tomada apenas com o coração, empurrado pela sensibilidade. A decisão é tomada com a razão.
Não existe amor a primeira vista, pois o amor se completa de pequenas coisas do dia a dia. O amor é um sentimento de benevolência que não se acaba. O Amor não começa e nunca termina... ele simplesmente existe. Aquele que ama vive pela pessoa amada.

Quando amamos de verdade, nos tornamos livres de fato, pois o amor nos liberta de nós mesmos e das coisas que nos amarram. Amar não é querer alguém construído, mas construir alguém querido. Não são palavras, circunspecções ou aparências que determinam o amor, mas atos, ações que levam a reações concretas que fazem com que alguém possa viver por outra pessoa só para vê-la feliz. Não sei se sou capaz de amar assim, mas sei que assim sou amado.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Presentes que nos deixam felizes



Ganhamos todo tipo de presentes, porem existe alguns que não temos como retribuir se não, amá-lo enquanto vivermos: Pai, Mãe, irmãos, filhos que são presentes de Deus; amigos, esposas que são presentes da natureza a partir de suas escolhas; a presença de pessoas queridas; afilhados que nos cativam... Queremos que um dia, quando o filho de vocês, João Otávio souber ler, possa abri esta mensagem e descobrir o quanto estás sendo importante em nossas vidas. Dia 24 de janeiro de 2015 estivemos comemorando o seu primeiro aniversário e isto nos deixou muito felizes.
Felizes por você ter vindo ao mundo com saúde, inteligência, muito amor e uma maneira especial de conquistar as pessoas.
Felizes por seus pais confiar tanto em nós, a ponto de nos convidar para sermos seus padrinhos. É como alguém que tem uma joia raríssima e oferece a outro para molda-la, protege-la, guarda-la, ou seja, ser responsável por ela.

Felizes por vê-lo crescendo feliz e fazendo felizes a todos que convivem com você. Isto nos faz orgulhosos, pois reconhecemos o Amor de Deus em sua vida.

Felizes por poder lhe abençoar em nome de Deus para que sejas um raio de luz a iluminar os caminhos de muitos... o calor do sol que ira aquecer e proporcionar uma energia motriz e duradoura... a essência que inebria e perfuma o desejo de viver, transformando a vida de todos que trilharem seu caminho.

Parabéns João Otavio. De seus Padrinhos: Osorio SoaresZelia Rocha Mendes Soares
 — com Leiriane Aires e Otavio Exodo

domingo, 21 de outubro de 2012

Recordar é viver

ESTA É UMA RECORDAÇÃO DA MAIOR TRANSFORMAÇÃO DE NOSSAS VIDAS. NOSSAS ALMAS SE UNEM EM UMA SÓ VIDA; NOSSOS CORPOS SE JUNTAM FORMANDO UM SÓ CORPO.
QUANDO VI VOCÊ, DESEJEI ACOLHER TODO O SEU SER.
NO MOSAICO DE SUA HISTÓRIA, LUZ E SOMBRA SE MISTURARAM FORMANDO O MEU CAMINHO EM SUA VIDA.
QUANTA RIQUEZA TRANSPARECE EM VOCÊ E LIBERTA PARA CRESCER!
NO SEU SORRISO ENCONTREI PAZ LIBERTADORA... CORAGEM SONHADORA. ENCONTREI O AMOR PACIENTE, BONDOSO, SEM INVEJA, SEM ORGULHO, SEM VAIDADE...
JÁ SEM MEDO DO CAMINHO, INVADI SEU CORAÇÃO, E DEPOIS DESTA VIAJEM PARA DENTRO DO SEU SER,... HOJE VEJO ESTAS IMAGENS E SORRIO PARA VOCÊ.
VOCÊ É UMA LUZ QUE ILUMINA MEU SER.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Amor sem limites


Não se pode definir o Amor, pois não existe definição plausível para ele; sei porem que é um instrumento de uso contínuo de minhas apreciações e, sobretudo, de meus sentimentos...
Definir uma ideia é uma tarefa até certo ponto viável. As ideias surgem como coisa sensível, eterna e imutável, pronta para se tornarem ações dos meus dias. Desta forma, as ideias são componentes indispensáveis nas contemplações que ordenam meus pensamentos.
 Definir um sentimento é tão complicado quanto definir a própria existência. O sentimento encerra um estado de vida pessoal que escapa a uma padronização. O sentimento tem variações difíceis de serem abrangidas, de serem encaixadas em fórmulas,  de serem expressos em terminologia humana.
O Amor e o sentimento de benevolência que nos une em torno de um bem comum, fazendo-nos sair de nós mesmos para encontrarmo-nos, na essência do outro ser, a medida da nossa própria essência.

sábado, 28 de julho de 2012

O Que é Amor?


O Que é Amor?

O Amor é o maior anseio e uma necessidade básica da minha existência.
O Amor é o grande sonho, a grande esperança e o grande desejo que aca­lenta o meu coração e inebria o meu viver. Em tudo e sempre busco o amor como essência única para meus atos.
O Amor é uma designação para uma abundância de conceitos que formulam sen­timentos expressos com ações inexplicáveis.
Dentre tantos amores que preenchem meu ser, quero me deter no amor conjugal, o amor fraterno, o amor paterno e materno, o amor filial, o amor a Deus.
Deus é amor! A partir do Faça-se, Deus fez o homem do amor, com amor e para o amor. Amar ê o destino irrevogável do homem. Ê o seu grande drama, a sua grande es­perança, o seu maior título de gló­ria. É pela capacidade de dar e dê receber amor que o homem se torna a imagem e semelhança de Deus amor.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

A Família alicerçada em Deus é mais feliz.


Deus é Amor. Como é gostoso Amar! Quando a gente ama, a graça de Deus transborda em nossas vidas como uma fonte inesgotável de bênçãos! Na plenitude do seu amor, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, para reinar no mundo feito para expandir a virtude e a prosperidade. Deus aperfeiçoou o homem com seu Espírito Divino, dando-lhe dons e talentos, sabedoria e discernimento, prudência e fortaleza, inteligência e atitude, vontade e liberdade. O homem estava quase perfeito.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

O Amor é Luz que ilumina nossas vidas.




Aprendi que o amor vem de Deus. O amor é Deus. O amor é capaz de transformar tudo o que é estéril em fértil... gerar vida, felicidade, paz.  O amor é revelador! Nada fica complicado diante do amor. Se for realmente assim, por que tanta gente diz que ama e não faz nada pela pessoa amada? Como posso saber se você me ama se as suas palavras são vazias? De que me serve um amor que não posso compartilhar?
Quando suas declarações são de palavras e não de ações deixa de ser amor, pois a única palavra que gerou vida foi a de Deus por ser verbo. Dizer “Eu te amo” implica em compromisso, ação, pois amar é verbo e amor é sujeito. O sujeito executa a ação, que transforma em sinônimos, que gera afeto, dedicação, ternura. A ação (amar) acende uma reação imediata que não é estática e sim transformadora.